quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Antiga, porém muito digna


Por que eu te amo! Te dedico esta canção


Você é o brilho dos meus olhos ao te olhar
É o meu sorriso ao ganhar um beijo teu
É o  meu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em teus braços você me acolheu
Você é o meu segredo mais oculto
Meu desejo mais profundo, o meu querer
Minha fome de prazer sem disfarçar
É a fonte de alegria, é o meu sonhar
Você é a minha sombra, é me guia
É o meu luar em plena luz do dia
É a minha pele, proteção, é meu calor
Você é meu cheiro a perfumar o nosso amor


Você é minha saudade reprimida
É o meu sangrar ao ver tua partida


É o meu peito a apelar, gritar de dor
Ao me ver ainda mais distante do teu amor





segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Chego a ter medo do futuro...


Não sei por que você se foi

Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...
Você marcou na minha vida
Viveu, morreu
Na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão
Que em minha porta bate...


Eu corro, fujo desta sombra

Em sonho vejo este passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver prá não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você...
E eu!
Gostava tanto de você
Gostava tanto de você...


Não gosto mais, AMO MAIS.


domingo, 27 de janeiro de 2013

Em você


Com você eu era você em mim todo tempo. Hoje sem você, não sou nada, nem eu, 
porque até eu é estar em você.

Laila Naymaer


Ele pode estar olhando tuas fotos neste exato momento. Por que não?


Ele pode estar olhando tuas fotos neste exato momento. Por que não? Passou-se muito tempo, detalhes se perderam. E daí? Pode ser que ele faça as mesmas coisas que você faz escondida, sem deixar rastro nem pistas. Talvez, ele passa a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. Ou percorra trajetos que eram teus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças. As boas. Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você. Todos os dias. E, ainda assim, preferir o silêncio. Ele pode reler teus bilhetes, procurar o teu cheiro em outros cheiros. Ele pode ouvir as tuas músicas, procurar a tua voz em outras vozes. Quem nos faz falta, acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta. Não há escape. Talvez, ele perceba que você faz falta e diferença, de alguma forma, numa noite fria. Você não sabe. Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado verão em Paris. Talvez, ele volte. 
Ou não.




— Caio Fernando Abreu




sábado, 26 de janeiro de 2013

1 SE-GRE-DO !


Vou contar-lhes um segredo.

Eu, de mim, de minha parte já não sinto mais nada. Escolhi não sentir, para não ter o que perder e para dor alguma sofrer. Não sei se me encontro assim ou se me perco deste jeito. Não julga meu coração. Não julga, foi a forma que ele encontrou para guardar o que podia e jogar fora o que doía.

As lembranças do que foi bom, do que fez bem eu me nego a deixar, mas as dores, as desilusões, as mentiras, as confusões e o coração partido eu deixei lá atrás. Pelo menos eu espero ter deixado. Prefiro não sentir nada, me mantenho em inercia, indiferente até, mas o que se faz, se ainda muito se quer algo que ficou para trás? 


Laila Naymaer



terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Rickman Rickman Rickman...


Eu acho que há alguma 
conexão 
entre a 
disciplina absoluta e liberdade absoluta.


Alan Rickman


quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Body Piercing

Piercing Novo, na LÍNGUA!!!


Na foto abaixo com a amiga querida Liége Alves comparsa nesta aventura.
 Cinco minutos após colocar o piercing!

           

Lie: Chocolate e Creme; Lai: Maracujá e Uva.