terça-feira, 23 de junho de 2015

Só te peço que suma uma vez mais


Ainda não entendo, mas já aceito essa vontade de estar contigo a cada segundo, e essa mística louca de compartilhamos pequenas grandes coisas é algo que alimenta o que existe de ti dentro da vastidão insegura do ser meu.


Tenho desejo de te pedir que suma que esqueça, que brigue, que vá embora, que parta logo antes que piore, mas não consigo. Tento a cada dia, doze horas de cada vez e isso é uma tortura. Doze horas de não conversar, de não ver teu nome na agenda do celular, não ligar, nem atender tua ligação, nem enviar ou responder mensagens, mas é ridículo mesmo, não consigo. 

Laila Naymaer




Nenhum comentário:

Postar um comentário